Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.

Apostador ganhou mais de 19 milhões na Liga dos Campeões

Apostador ganhou mais de 19 milhões na Liga dos Campeões

A grande final entre PSG e Bayern de Munique culminou no título histórico da equipa alemã e no desfecho lucrativo, de um apostador brasileiro que ganhou mais de 19 milhões de Francos CFA na Liga dos Campeões; fique por dentro.

por Academia   |   comentários 0

Sabemos que o futebol é uma paixão, mas para alguns vale muito mais do que apenas emoções, esse é o caso do brasileiro Josué Ramos, apostador que ganhou mais de 200 mil reais (30k€/$35k/£27k) na Liga dos Campeões e virou notícia na comunicação social, como na excelente matéria do GiroEsportes.

 
Josué Ramos é um apostador e trader profissional já bem reconhecido no mercado das apostas desportivas, mantendo parcerias com empresas líderes do seguimento, como o caso da Betfair e também da Academia das Apostas. Essas parcerias acabaram por render, de forma gratuita, uma alta lucratividade para aos seguidores das redes sociais das empresas citadas e também dos sites em questão, pois puderam acompanhar cada aposta que foi feita por Josué, desde pré-game até em tempo real, sem nenhum tipo de custo.

Abaixo, um exemplo de dicas passadas por Josué Ramos no canal do telegram da Academia das Apostas Brasil.

Apostador faturou mais de 200 mil na Liga dos Campões (entrevista)

Outras dicas também foram deixadas em artigos no blog da Academia das Apostas Brasil, no blog da Betfair, no canal do Telegram do próprio Josué, assim como no seu canal no youtube e também ao vivo durante os jogos que eram acompanhados no canal do youtube da Academia das Apostas Brasil. E é claro, tudo isso de forma gratuita.  

Muitas dicas foram passadas durante a Liga dos Campeões e continuam a ser passadas diariamente nas redes sociais e sites que foram indicados. Agora, resta saber um pouco mais sobre tudo que foi feito durante essa reta final da Liga dos Campeões e ninguém melhor do que o próprio autor para nos explicar.
 
Assim, a Academia das Apostas tem o prazer de conversar mais uma vez com o apostador profissional Josué Ramos, que acompanhou de perto todas as emoções de toda a Liga dos Campeões, e principalmente o confronto histórico entre PSG e Bayern de Munique no domingo (23 de Agosto 2020).

IMG_20191008_142817-01-01

Vamos conversar um pouco sobre este trajeto nas apostas desportivas e fazer uma entrevista um pouco diferente da que o GiroEsportes fez, que podes conferir na íntegra clicando aqui.

Entrevista abaixo:

Já te entrevistamos outras vezes, mas como podemos ter um público novo por aqui, podes contar um pouco sobre ti? Podes falar sobre a tua história nas apostas sesportivas?
 
Primeiramente, é um prazer falar mais uma vez sobre apostas desportivas para a Academia. Eu me chamo Josué, tenho 33 anos, sou gaúcho, trabalho com apostas desportivas há mais de 10 anos, sou trader e apostador profissional. Posso dizer que também sou empresário e investidor.

A minha história nas apostas desportivas começou em 2010 depois de sofrer um acidente de carro e ficar um tempo de cadeira de rodas, pensava que nunca mais iria voltar a andar, corri o risco de também ter as pernas amputadas. Não foi o melhor início que alguém poderia ter. Depois as coisas mudaram um pouco, só não posso dizer que foi tudo positivo. Num primeiro momento, felizmente voltei a andar e não perdi as pernas, porém tomei decisões um pouco erradas na época, acabei por falir e literalmente passei fome, além de entrar numa depressão que foi complicada de aguentar por anos.
 
Quando as coisas melhoraram financeiramente em relação às apostas desportivas e a depressão parecia me querer largar, fui internado num hospital às pressas com uma pancreatite aguda, e mais tarde uma suspeita de um tumor no pâncreas e fiquei internado no hospital por 3 meses. Todo o mundo achava que eu ia morrer, médicos, parentes, inclusive eu, principalmente eu.
 
Passei natal e ano novo sozinho um hospital a pensar que ia morrer, é maluco demais relembrar isso.
 
Como vocês podem imaginar, essa história teve uma reviravolta e esse caminho complicado que eu percorri serviu para me moldar.
 
Tive muito tempo para me dedicar a estudar o mercado das apostas e criar minhas próprias teorias. Acho que consegui enraizar muito bem nessa área.
 
Quais são os mercados em que apostas?
 
Os mercados onde atuo hoje são muito variados, desde futebol, corridas de cavalos, NBA, eSports, NFL, entre outras tantas modalidades.
 
Em relação à Liga dos Campeões, tiveste um lucro muito alto em poucos jogos, pode nos falar sobre?

Claro. Primeiro que não foi fácil, mesmo parecendo que tenha sido. Quase tudo em que eu apostei acabou por ser lucrativo, porém a ideia de fazer tudo que fiz, todas as apostas que foram efetuadas, pré-game e live, só foram feitas pelo seguinte motivo, essa é a minha estratégia. Sempre faço a mesma coisa, aplico o mesmo estudo, faço as mesmas comparações, e aposto da mesma forma agressiva.
 
Ser apostador é reconhecer padrões e seguir o roteiro sobre o que fazer em cada tipo de situação.
 
Os jogos que tivemos na Liga dos Campeões tinham muito valor, por conta do peso das avaliações de um público completamente leigo em relação às apostas. Pessoas do desporto davam opiniões repletas de achismos, influenciando muita gente, além de que muitas pessoas colocaram as suas crenças e preferências pessoais na frente de uma boa avaliação, sendo que, nenhum ser humano no seu estado mental normal, vai realizar o estudo detalhista que um apostador irá fazer.

Fizeste 3 apostas pré-game muito altas, que foram na vitória do Bayern contra o Barcelona, na vitória do PSG contra o Leipzig, e na vitória do Bayern contra o PSG na decisão, podes falar um pouco sobre elas? Sabemos que és um apostador que trabalha mais no jogo ao vivo, do que antes de ocorrer.
 
Perfeita a pergunta. É raro mesmo, tanto o facto de apostar pré-game, quanto o facto de apostar pesado pré-game.
 
Esses jogos eu fui obrigado pela minha lógica a apostar pesado pré-game. As odds, que são probabilidades, estavam muito desajustadas. E esse desajuste daria espaço para corrigir as minhas apostas durante o live, e fazer apostas ainda maiores.  
 
Tiveste uma leitura apurada no jogo entre PSG e Atalanta, onde tinhas uma aposta pré-game na Atalanta, aposta pesada também, e foi corrigida durante o jogo para o lado do PSG saindo com lucro, mesmo com a virada do PSG, podes falar sobre isso?
 
Esse jogo foi especial. Minha ideia era que a Atalanta tinha mais ritmo de jogo e era um plantel mais objetivo e efetivo do que o PSG. A Atalanta não é de perder muitos golos e defende muito bem. Eu achava difícil o PSG não sofrer golos da Atalanta, pois o seu sistema defensivo é muito frágil. Outra questão era o facto do Kylian Mbappé começar o jogo no banco de reservas, além da equipa estar sem o Di María para a partida. Foi fácil apostar pré-game na Atalanta.
 
O jogo esteve muito para o lado dos italianos, principalmente depois de abrirem o marcador, porém, no segundo tempo a postura da equipa mudou, achei aquilo muito estranho, não parecia a equipa que eu tinha acompanhando nas últimas semanas, e isso fez-me cobrir a minha aposta na Atalanta e entrar a favor do PSG, aposta que reforcei quando Mbappé entrou em campo.
 
Quais foram as apostas mais tranquilas? As que pensaste que eram "dinheiro fácil"?
 
Bem, dinheiro fácil não existe. Nunca. Entretanto, eu avalio uma aposta de acordo com a equidade dela, vantagem que a aposta tem, o tamanho do preço (probabilidade atual) em relação à probabilidade que projetei, e nesse estudo, as apostas na vitória do Bayern contra o Barcelona, a vitória do PSG contra o Leipzig e o Bayern para marcar mais de 2.5 golos no Barcelona, foram as apostas mais tranquilas que fiz e com maior equidade.
 
Muitas pessoas puderam seguir as apostas nos canais da Academia das Apostas, assim como no próprio site, além dos teus próprios canais e na Betfair. Como te sentes influenciando um público relativamente grande no meio das apostas desportivas?
 
Olha, isso é um peso enorme. Muita responsabilidade mesmo. Levo tudo isso muito a sério e não faço o público de cobaia, como muitos fazem para empurrar produtos, ficar mais popular ou vender algo, pois tudo se trata de vender alguma coisa.
 
Tive uma experiência de mais de 8 anos como tipster em sindicatos de investidores, dentre os melhores do mundo no ramo, investindo uma quantidade de dinheiro que dava para comprar um país pequeno, essa foi minha experiência como tipster, sempre no fogo da pressão e de altas responsabilidades.

Tento passar ao público sempre algo honesto e sempre recheado de “motivos”, pois eles precisam aprender algo sobre as apostasd esportivas e não só ficar se nutrindo de dicas de apostas. Também tento passar questões sobre como gerir apostas que fazem, pois preocupa-me muito o público mais leigo, que às vezes aposta sem nem saber respeitar uma gestão financeira, para no fim fazer isso de forma correta.
 
Eu sinto-me realizado por poder ajudar quem está a começar neste meio e de poder ter essa interação com o público.
 
Já nos disseste que estás oposentado do mercado de tipsters, e que vais aposentar-te como apostador, podes falar os motivos?
 
Pois é, aposentei-me como tipster de investidores em 2018, e devo aposentar-me como apostador. Os motivos que me fizeram aposentar como tipster, foram querer ter mais tempo para viver, pois era muito puxado. E eu já tinha uma lucratividade satisfatória no meio, não tinha mais a necessidade de continuar a trabalhar daquela forma.
 
Como apostador é um pouco diferente. Eu já tenho uma equipa que treinei para estar a apostar com a minha banca, acredito que eles vão ser o futuro das minhas apostas, mas minha intenção é apenas diminuir o meu ritmo como apostador e não parar de vez.
 
Sabemos que estás a finalizar um livro sobre trading esportivo, como está a produção do livro e como está a organização dos demais que pretendes lançar?
 
O livro de trading já está pronto e sendo editado. Os demais já estou na organização e produção. Não tenho como lançar ainda, por conta da pandemia. Tenho que esperar um pouco para encontrar uma alternativa para poder lançar os livros de forma física. Isso tudo tem me causado uma ansiedade enorme, quero muito lançar isso logo.
 
Se pudesses dar uma dica para o Josué de 10 anos atrás, que estava a começar nas apostas desportivas, qual seria?

Se fosse apenas uma dica, diria para estudar sobre equidade. É fundamental entender a equidade que temos na nossa aposta. Se eu soubesse disso lá nos primeiros anos de apostas desportivas, não tinha passado tanto trabalho. Entretanto, se eu pudesse mesmo falar com o Josué de 10 anos atrás, eu deixaria para ele os resultados de todas as corridas de cavalos e de futebol dos últimos 10 anos, acredito que seria melhor que explicar qualquer coisa.
 
E ao público que está a ler esta entrevista, tens alguma dica sobre apostas desportivas para passar?
 
Queria ter os resultados de jogos dos próximos 20 anos para passar, mas como não é possível, eu diria para estudarem muito esse mercado e absorverem cada gota de conhecimento que puderem.
 
Foi um prazer falar contigo mais uma vez e para encerrar, podes dizer onde o público pode encontrar dicas de apostas, artigos e vídeos seus?

O prazer é sempre meu. E obrigado pela consideração. Bom, podem encontrar dicas de apostas, artigos e vídeos, no site da Academia das Apostas, no canal do telegram da Academia Brasil, no meu canal do youtube, no canal da Academia das Apostas Brasil no youtube, no Blog da Betfair e no meu canal no telegram. Um grande abraço a todos.

Confira a outra entrevista com o Apostador Profissional Josué Ramos!


Conheça as melhores casas de apostas desportivas online!

Partilhar "Apostador ganhou mais de 19 milhões na Liga dos Campeões" via: