Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.

Poker: Explora a tua vantagem e isola os maus jogadores

Poker: Explora a tua vantagem e isola os maus jogadores
"Esta jogada passiva é um sinal evidente da sua fraqueza e vais queres tirar vantagem disso, jogando um pote em posição contra ele."
por Andrelot   |   comentários 0

Ganhar no póquer significa explorares os adversários quando tens uma vantagem sobre eles. Ao fazê-lo regularmente vais ver os teus lucros a aumentarem e a tua taxa de sucesso a mexer-se na direcção certa, defende Matthew Pitt.
 
O problema é que este jogador de póquer moderno está mais bem informado que nunca, por isso a tua vantagem sobre um jogador típico - a menos que sejas uma estrela como Phil Ivey - é muito menor que há uns anos atrás. Isto faz com que usar a tua vantagem seja muito mais difícil, mas também faz com que seja ainda mais importante usá-la quando sentes que tens vantagem sobre um adversário em particular.
 
Imagina a cena: estás sentado no botão, o melhor lugar da mesa e um jogador que marcaste como fraco (evita chamá-lo peixinho ou burro!) comete um pecado capital e faz um simples "call" à tua frente.
 
Esta jogada passiva é um sinal evidente de fraqueza e queres tirar vantagem disso, jogando um pote em posição contra ele. Tendo isto em mente, decides fazer "raise", para que o small e big blinds façam fold e, com alguma sorte, conseguires jogar contra um adversário fraco e ter uma vantagem posicional contra ele. Mas com que mãos deves isolar esse jogador fraco?
 
Antes de mais, tens de considerar o tipo de mãos que o teu adversário está a jogar. Se for um fã de Q5, então temos todo o prazer em fazer "raise" e em isolá-lo com mãos como Q9, QT, QJ, KQ e AQ, porque quando o teu adversário encaixa a rainha, normalmente joga com a segunda melhor mão e acaba por nos dar bastante dinheiro. Claro, deves evitar jogar mãos como Q4, Q3 e Q2, pela razão inversa; a nossa vantagem de cartas torna-se demasiado fraca.
 
Isto não significa que, contra um jogador fraco, não devas isolar com uma variedade de mãos maior que o habitual, longe disso. Neste exemplo, tens o botão, o que te dá liberdade para isolar com uma variedade muito maior de mãos porque tens a vantagem posicional suprema. Enquanto estiveres na posse do botão, é muito mais fácil controlares o que acontece na mão, pelo que podes jogar de forma mais descontraída que o habitual.
 
Por fim, tens de ser honesto na avaliação de um jogador, para determinar se tens realmente uma vantagem de talento sobre ele. Quanto maior a diferença de perícia, mais descontraidamente - em teoria - o podes isolar, porque ele vai cometer mais erros do que tu quando as cartas comunitárias começarem a aparecer.
Junta todos estes factores e deve ser fácil determinar com que mãos deves isolar os jogadores fracos.


  in Apostas Betfair
,

Partilhar "Poker: Explora a tua vantagem e isola os maus jogadores" via: